Como é avaliado um relógio Rolex?

Se você possui um Rolex, saiba que esse é um dos artigos de luxo mais negociados no mundo da joalheria. Descubra nesse post como é feita uma avaliação de mercado para peças como essa.​

Os artigos de luxo viraram moda entre as classes mais altas na geração passada. O apreço pela ostentação de bens materiais no período pós Segunda-Guerra fez com que a população buscasse nas joias de luxo uma maneira de mostrar sua posição na hierarquia social.

Desde 1905, a Rolex se posiciona no mercado de relógios através da busca incansável pela precisão e perfeição nos detalhes.

Mas antes, um pouco sobre a Rolex

A história da Rolex está intimamente associada ao espírito visionário de seu fundador, Hans Wilsdorf. Em 1905, aos 24 anos, Hans Wilsdorf fundou em Londres uma empresa especializada na distribuição de relógios.

Ele já vislumbrava as vantagens de usar um relógio no pulso. Mesmo sabendo que a precisão desses relógios precisava ser melhorada, Wilsdorf tinha certeza de que poderiam se tornar não apenas elegantes, como também confiáveis.

Hans Wilsdorf queria que seus relógios tivessem um nome curto, fácil de pronunciar e de memorizar em qualquer língua. Além disso, o nome deveria ter um visual atraente quando estampado nos mecanismos e mostradores.

A Rolex concentrou-se inicialmente na qualidade dos mecanismos. Seu incansável empenho para desenvolver um dispositivo que pudesse garantir a precisão cronométrica de seus relógios não tardou a dar frutos: em 1910, o Official Watch Rating Centre, de Biel, concedeu, pela primeira vez em sua história, o Certificado Suíço de Precisão Cronométrica a um relógio de pulso.

Em 1931, a Rolex criou e registrou a patente do primeiro mecanismo de corda automática equipado com rotor Perpetual. Esse sistema engenhoso, verdadeira obra de arte, ainda hoje é o coração de todos os relógios automáticos modernos.

Você pode encontrar mais informações e um pouco mais sobre a história dessa marca incrível no site da Rolex.

 

Como é avaliado?

O valor de mercado de um relógio Rolex pode depender de alguns fatores específicos.

Quanto à desvalorização, alguns itens de séries limitadas da Rolex, e modelos best-sellers podem seguir o caminho contrário. Quando se trata de valor de mercado, esses modelos podem ser mais valorizados conforme o tempo passa, por tornarem-se itens de coleção.

 O avalista especializado deverá analisar itens característicos para atestar a originalidade do produto, tais como a precisão do motor, barulho, resistência à agua, características do design, entre outros vários pontos onde o Rolex prova sua originalidade através da perfeição.

Feito isso, o próximo passo é analisar itens como caixa e certificado de originalidade.

Quanto mais preservados estiverem esses dois atributos, maior é o valor de mercado de revenda do Rolex.

Por se tratarem de relógios de luxo, é comum que os clientes potenciais de compra podem exigir certo cuidado com a peça.

Os certificados podem ser consultados no site da Rolex, e conferidos com o número de série gravado nas laterais do relógio.

Em seguida é necessário que se analise como está o mercado de itens de luxo no momento da negociação. O avalista pode utilizar algumas fontes específicas que estimam o valor de mercado para itens específicos.

Com base nesses dados, é formulada uma oferta de compra pelo relógio. O vendedor deverá analisar se a proposta é compatível com o estado de preservação do relógio e quais são as garantias ofertadas pela negociação.

Precisa de uma avaliação especializada? 

Consulte um de nossos especialistas em Rolex.